Nós nos achamos sujeitos formidáveis, mas realmente o ser humano só se salva quando chega