“A única anormalidade é a incapacidade de amar.” Anaïs Nin O presente artigo tem por objetivo