“Se eu pudesse, pegava a dor; colocava a dor dentro de um envelope e devolvia