“É a verdade do que esse desejo foi em sua história que o sujeito grita